sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Segundo o coração de Deus

Não se importar com o que as pessoas
pensam a teu respeito, é um
grande segredo!
Agradar a coração do Pai deveria ser o desejo de todos os seus filhos.
Concerteza  não é a habilidade de ser perfeito que nos torna um filho agradável ao Pai e sim a capacidade de reconhecer sua dependencia total no seu Senhor e entregar-se à Ele.
Somos homens tirados do pó e Deus conhece muito bem nossa estrutura. Sabe que nossa natureza é inclinada para o mal. Nosso desejo carnal é satisfazer a nossa própria vontade ao invés da vontade daquele que nos amou. 
Então quando Deus encontra um homem ou mulher que abre mão da sua vontade para fazer a vontade do Pai, mesmo quando está vontade implique em dor na sua alma, Ele encontrou um homem segundo seu coração. Passou o tempo em que Deus aceitava sacrifícios, hoje o Senhor requer obediência. Mesmo que machuque a sua própria vontade.
Olhe para as passos de Jesus, pense no momento em que o próprio Mestre não aguentou mais a agonia do sofrimento, rejeição, solidão, até o próprio Pai o virou as costas porque e Ele levou sobre si o pecado da humanidade, mais a palavra fala que foi do agrado do Pai que Jesus sofresse por amor a nós.O Sofrimento do nosso Salvador nos aproximou novamente do nosso Pai. Agora podemos estar juntos em comunhão com Ele, o véu que no separava de Deus foi rasgado. Porque Jesus aceitou a vontade do Pai para sua vida. Jesus disse: Pai, passa de mim este calice. Contudo que não faça a minha vontade mas a Tua vontade em mim. 
Meus irmãos vamos tomar sobre nossas vidas o maior exemplo de amor que um dia passou pela terra. Ele amou tanto que se entregou. Vamos amar ao Pai e nos entregar à Ele por completo, sem resistência, entregar tudo o que nos separa de Deus e servi-lo com todas as nossas forças.
O Senhor te ama e conta com você para esses ultimos dias da igreja na face da terra. 
Convide o Espirito Santo para te ajudar a agradar ao Senhor em todos os teus caminhos e seja sensível a sua doce voz.
Te amo em Cristo Jesus.

Thaís Itaborahy  
Postar um comentário

Pages

Followers