quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Um Natal além dos presentes

E todos os anos eram iguais. Chegava a época das festas, meus pais e suas três filhas viajavam quase 3 horas de carro para chegar na casa da minha avó, na cidade de Florianópolis.
A família toda iria se reunir para celebrar o Natal. Tias, tios, sobrinhos, avós, amigos....enfim, muita gente.

Tudo era preparado com muito amor e carinho. Uma belíssima mesa, seguido de uma comida deliciosa, vários presentes espalhados pela a casa, pessoas brincando, outras correndo pela casa para finalizar os preparativos.

Eu era pequena, tinha aproximadamente 10 anos de idade, não me lembro muito bem, subi eu para um quarto, lá em cima nesta casa de 2 andares, e comecei a chorar compusivamente, sem parar. Existia um vázio em mim, que mesmo com tantos presente e a família inteira reunida não me saciava. Uma profunda tristeza na alma

Por muitos anos, eu não entendia, o porque essa festa que deveria ser tão alegre, pois afinal de contas estavamos todos juntos, no final me fazia chorar.



Sempre  ouvia a história do baby Jesus, que nasceu em uma manjedoura. E celebravamos seu aniversário. Porém, a festa era outra. Tinha outro sentido. Colocavam diante de nós um velhinho barbudo, com uma bolsa cheia de presentes....

Anos se passaram, até o dia que verdadeiramente eu entendi o sentido do Natal.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que enviou o seu unico filho, para que todos aqueles que Nele crer, não pereçam, mais tenham a vida eterna. ( Jo3:16).

Em toda a terra é celebrado o nascimento do maior menino já nascido, o próprio Deus encarnado. Sabemos que Jesus Cristo não nasceu em dezembro, porém como também não sabemos a data exata, celebramos Jesus em 25 de dezembro, mas não somente neste dia, devemos celebra-lo todos os dias.

Natal deveria ser todos os dias para aqueles que são nascidos de Deus.

Muitas coisas eu li em vários blogs. Uns felizes com o Natal e outros dizendo que não deveríamos celebrá-lo.

Eu pesno que aquele que celebra, para Jesus o faz.
E aquele que não celebra, para Jesus também o faz.

No entando, não devemos nos julgar uns aos outros.

Mas que Deus seja tudo em todos. Amém.

Um grande abraço amigos do Blog e que este Natal tenha em sua vida o verdadeiro significado que lhe é proposto. Celebremos Jesus, hoje e sempre. Amém.

Pra Thaís Itaborahy
Postar um comentário

Pages

Followers